Poderá Gostar Também De:

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

"Sansão" na Cruz


Então  Sansão  clamou  ao  SENHOR, e disse: Senhor DEUS, peço-te que te lembres de mim, e fortalece-me agora só esta vez, ó Deus, para que de uma vez me vingue dos filisteus, pelos meus dois olhos.

Por  Frankcimarks Oliveira
Pretendo com esta mensagem :

1-   Comparar a vida e ministério de Sansão com o de Cristo;
2-   Demonstrar a Graça Soberana de Deus na vida dos pecadores;
3-   Demonstrar que Cristo é o Sansão da Alma pecadora, o salvador e libertador de seu povo.

Todas  as  vezes que leio a história de Sansão me identifico muito. Como é grande a manifestação de poder na vida deste homem! Tudo na vida de Sansão foi muito intenso. Talvez por isso , mesmo sem saber quem seria esse menino, seus pais lhe deram este nome que significa “ como o sol”. E é verdade que Sansão foi grande como o sol, forte como a estrela central de nosso sistema planetário e sua luz em Deus nos revela a verdadeira  luz que brilha sobre os homens que é Cristo Jesus.

Seu  nascimento  fora  anunciado por um anjo, assim como o de nosso Senhor. Sua vida fora consagrada ao serviço de Deus, assim como a de Cristo. Ele era nazireu de Deus e nosso mestre , Nazareno. Muitos dizem que estas duas palavras possuem a mesma raiz gramatical.

Sansão  fora  chamado para ser o libertador de Israel na época em que não havia reis nesta nação. Ele fora juiz e salvador de sua gente. E ao meu ver, Sansão  fora o salvador mais  apaixonante  do velho testamento. É Verdade  que  Gideão  também é muito empolgante, mas  nenhum  deles se compara  com Sansão.

Vejo em Sansão não somente a manifestação mais poderosa do Espírito de Deus em seus dias, conferindo-lhe força descomunal para lutar contra os inimigos de seu povo, vejo  sobretudo, Graça e misericórdia como principais símbolos de seu ministério.

Não  há  figura  mais  polêmica  e  demasiadamente  humana  que este homem de Deus. Sansão é sem sombra de dúvidas um escândalo  de  Graça , tanto para seus dias como para os nossos. Nele  eu  vejo a soberania de Deus e a incondicionalidade de seu chamado e de seu amor. Sansão me consola com sua história, porque  vejo um Deus que está conosco “apesar de nossas  fraquezas ”, e não “por causa de nossa virtude”.
Sansão  era  forte  no Espírito,  mas  fraco  na  carne. Apaixonado por todas as mulheres  estrangeiras, principalmente  as  mais perigosas. Dalila era a própria serpente se enroscando em seu tornozelo. Ele amou aquela prostituta com a inteireza de seu coração, assim como Cristo ama  os  pecadores mais vis e desprezíveis.

 Sansão  revelou   seus mistérios àquela que o trairia como Judas  traiu  seu Mestre, com um beijo. Sua força vinha de Deus e em suas sete tranças residia todo seu poder. Oh, amigos, Cristo também nos revelou seus segredos mais ocultos através de seu precioso evangelho. O Deus forte deixou-se seduzir por meretrizes e  publicanos,  pecadores e inimigos seus. Nós  somos  Dalila,  somos  a “tentação do Cristo”, somos  os  responsáveis por  sua  miséria  e fraqueza,  ainda que ele é e sempre foi o Todo Poderoso.

Cristo é o Sete de Deus; Isto é, a revelação perfeita dos mistérios divinos. Todos  os segredos de Deus se descortinam na  pessoa  de  seu Filho. E a cruz foi a tesoura usada para cortar suas tranças. Sim, amigos, esta  poderosa  tesoura  cortou de alto a baixo o véu do templo que nos separava  do Santíssimo lugar onde Deus se assenta gloriosamente.

Sansão  é  tão perfeito em revelar a Cristo que sua fraqueza foi o motivo da salvação de Israel.  Foi  somente  quando foi aprisionado, que seu povo foi liberto. Foi somente quando ficara envergonhado, que seu povo fora honrado; Foi somente quando exposto ao vexame diante de todos, que removeu de sobre seus irmãos a vergonha eterna. Por acaso não foi assim com o Nazareno? Em sua força e majestade vimos muitos prodígios e milagres. Em sua força e saúde ouvimos lindas  mensagens e poderosas repreensões. Contudo foi em sua baixeza  que  Cristo brilhou como o Sol. Quando exposto a mais alta forma de humilhação e desprezo, é que de fato Cristo foi poderoso. Eis aí o grande senso de humor de Deus! Fraco, mas ainda mais poderoso pra salvar.

Foi  contado entre os transgressores e considerado o cabeça da bandidagem e rebelião. Visto que fora entronizado entre os malfeitores, bem no centro estava o justo e  inocente  Rabi  da  Galiléia. Mas o que ainda é mais marcante é que seus braços abertos demoliram todos os ídolos de nosso coração. Assim como Sansão no templo do deus filisteu, Cristo abriu seus braços na cruz e não deixou pedra sobre pedra. Pôs  abaixo  todo  o sistema   inútil  de  sacrifícios  e superstições  humanas. Cristo humilhou os principados e potestades, assim como Sansão o fez em seus dias. E sua morte  fora a razão de nossa vida.

Sansão  rogou  ao Pai : “dá-me  só   desta  vez forças” e sacrificou sua vida por amor a Israel. Suas mãos se apoiaram sobre as duas principais colunas do templo, onde estavam todos os poderosos filisteus. Toda gente que  ali  se  reunia  morreu através de um único homem escolhido por Deus.

Cristo  na  cruz  vingou  a  Deus  e cumpriu sua santa justiça contra os pecadores. Ele mesmo disse : ninguém tira a minha vida, eu mesmo a dou e torno a tomá-la. Sim, amados, eu vejo meu Sansão na Cruz, totalmente homem, com todas as limitações de homem,  clamando : Deus meu, Deus meu...e seu desamparo  me aproximou eternamente daquele que me ama ao ponto de matar seu próprio filho.

Vejo meu Sansão brilhando como o Sol no Calvário ao ponto de fazer o próprio Sol escurecer , declarando que o verdadeiro e único sol é Cristo. Meu  Sansão  Eterno destruiu o altar a Satanás que toda a humanidade  adornava.  Ele esmagou a cabeça da serpente ali no madeiro, não em sua força e onipotência, mas  em  sua  fraqueza plena. E agora , leitor, pense  comigo, se  Cristo  em  sua fraqueza fez o que fez, o que não  fará em  seu  atual estado Onipotente? Pois ele mesmo disse  após  ressurgir dos mortos : Todo o poder me foi dado nos céus e na terra.

Agora,  olhe  para  Sansão e veja a si mesmo. Console-se no fato  de que   nem mesmo os pecados deste  homem puderam afastá-lo do plano divino para sua vida. Na verdade , quem poderá nos separar do amor de Deus? – nada , nem ninguém,  nem   nós mesmos  o  podemos.  Reconheça  que você é apenas um homem ou uma mulher que pela bondade do Pai recebe forças   do  Espírito. Nada temos em nós mesmos. Só o Espírito Santo é capaz de operar em nós eficazmente. Ele é a força da nossa vida. Mesmo quando somos enredados pela tentação e pelo pecado.

Sansão orou como aquele ladrão ao lado do Senhor na cruz : “lembra-te de mim”. Pode , porventura uma mãe esquecer-se  de seus filhos? Não. Assim também  nosso  Deus tem  em  suas  mãos os cravos que lembram constantemente que morreu por nós e nossos nomes estão escritos em seu memorial.

 O  Pecado  pode  nos afastar de uma comunhão mais profunda com o Pai, mas estou bem certo que o bom filho a casa  retorna.  Assim,  Sansão  também  foi um pródigo em seus dias. Prostitui-se com as meretrizes, quase  que  comeu  das  bolotas  dos  porcos, tal  foi o estado de miséria que se encontrou, cego dos dois olhos.

É  verdade  que a Bíblia  diz  que houve uma hora em que Sansão  não  mais possuía  aquelas antigas virtudes de outrora.

 Porque ele não sabia que já o Senhor se tinha  retirado dele. (Juízes 16:20)

Graças  a Deus  que  a história  não termina por aqui. Sua oração final  é sua reconciliação com o Deus que na verdade nunca o deixara de fato. O texto diz que não havia mais  forças  nele,  porque  seu cabelo havia sido cortado. Mas logo  que  este  torna a crescer, Sansão recobra suas forças e roga a Deus que esteja com ele para cumprir seu chamado.

Amigo, se  seu relacionamento com Deus fora ‘cortado”, tenho certeza que ele tornará a crescer pela graça que já te foi dada. Já vejo em teus lábios a prece que diz: “torna-me a dar forças”.

Termino dizendo que nossa vida é um grande enigma. Estamos rodeados  de  coisas misteriosas e incertas. A vida é complexa  e nós  somos  simples demais para entendermos tudo.  Mas o que importa é entendermos o enigma que Sansão propôs. Aquele do leão  morto e do mel em cima dele.  A graça de  Deus  era  o mel sobre o leão morto . Porque Cristo, o leão de Judá , morreu e há doçura em sua morte. E porque Cristo morreu, posso comer das delícias nele inerentes.

Coma  deste mel doce e sua alma se encherá de doçura. Coma sem  medo, o leão morreu  e deixa que você vá até ele e pegue livremente de seu mel. O leão está vivo, mas continua manso e dócil para com aqueles que crêem em seu nome e no poder  de sua morte. Coma, leitor, este mel é o remédio de todo enfermo de espírito. Que Jesus Cristo nos abençoe com sua Graça infinita, poderosa, insistente, reluzente como o Sol. Amém.



quarta-feira, 13 de agosto de 2014

O Deus que conhece o Futuro



Qual será o modo de viver e o serviço do menino? ( Jz 13.12)

Por  Frankcimarks  Oliveira

Pretendo com esta mensagem :

1-   Analisar o anseio dos pais pelo futuro de seus filhos;
2-   Analisar a Esperança que todos tem num futuro melhor;
3-   Analisar  a Onisciência divina e sua soberania sobre o tempo e nossas vidas.

Deus conhece de maneira absurda e incompreensível o fim de todas as coisas. Ele sonda o futuro e revela no presente as coisas que ainda não são. De modo que essa prerrogativa é usada constantemente  pelos  profetas  como característica do único Deus Verdadeiro.

Estando tu, ó rei, na tua cama, subiram os teus pensamentos, acerca do que há de ser depois disto. Aquele, pois, que revela os mistérios te fez saber o que há de ser.( Daniel 2:29)

         O profeta Daniel é um dos melhores exemplos disso. Muitas  vezes revelou o amanhã de seus reis e das nações de sua época. De maneira cabal suas predições se cumpriram, porque o seu Deus é aquele que habita na luz inacessível, a luz e as trevas para Ele são a mesma coisa.
E há esperança quanto ao teu futuro, diz o Senhor, porque teus filhos voltarão para os seus termos. (Jeremias 31:17)
Aqui  outro  profeta anuncia o futuro de sua nação, mostrando que havia um amanhecer  certo para seus irmãos e irmãs israelitas. Ora, somente o Senhor pode dizer o que há de vir, porque somente ele tem condições de garantir que assim como disse será. Logo, sua Onipotência é fundamental à sua onisciência.
Que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho será firme, e farei toda a minha vontade. (Isaías 46:10)

Deus não apenas sabe o que há de acontecer, mas como vimos no verso acima, ele tem um plano firmado e cuida que seu plano ocorra como planejado. A vontade de Deus será feita na terra, assim como é feita no céu, não tenham dúvidas disso. Esta verdade é tão clara que nunca vemos Deus  tendo um “ plano B”. Toda a  História  está  sendo regida pelo Pai, assim como Cristo orou e disse : “Sim Pai, porque assim te aprouve”. Podemos  atribuir  isso a tudo. Nada foge do conselho do Senhor. E se uma coisa só fugisse de seu completo domínio, eu não confiaria em seu nome. Porque na probabilidade, uma coisa ainda que remota, pode vir a desestabilizar todo o universo.
Tragam e anunciem-nos as coisas que hão de acontecer; anunciai-nos as coisas passadas, para que atentemos para elas, e saibamos o fim delas; ou fazei-nos ouvir as coisas futuras. (Isaías 41:22)
        
         Deus  desafia a todos os pseudo deuses em diversas passagens das escrituras para demonstrarem que são deuses. Certa feita foi com Baal :” O que deus que fizer descer fogo do céu  será  Deus em Israel”. Baal  ficara envergonhado, porque na verdade Baal nem existe. Não passava de uma invenção da  mente adoecida dos seres humanos. O Senhor fez descer fogo do  céu  e assim demonstrou  ser quem de fato sempre foi : Deus.
         No profeta Isaías vemos diversas vezes o Senhor chamando para si mesmo essa sua prerrogativa divina :
Anunciai-nos  as coisas que ainda hão de vir, para que saibamos que sois deuses; ou fazei bem, ou fazei mal, para que nos assombremos, e juntamente o vejamos. (Isaías 41:23)

Deus e somente Deus pode esclarecer as coisas encobertas. Por isso mesmo vemos a insistência do oráculo  em declarar : “Eu sou Deus e fora de mim não há outro” bem como :
E quem proclamará como eu, e anunciará isto, e o porá em ordem perante mim, desde que ordenei um povo eterno? E anuncie-lhes as coisas vindouras, e as que ainda hão de vir. (Isaías 44:7)

         Se Deus é o nosso Deus e se estamos em seu conselho eterno, podemos descansar a alma no mais profundo sono. Aquele mesmo de Jesus dentro de um barco em plena tempestade. O Deus do Futuro é o Deus que é determinado em estabelecer seus desígnios na terra. Ele nos revelou muito do que aconteceria  para que nossa confiança estivesse somente nele. Deus não fez isso para se gabar, como quem tem uma necessidade de aparecer. Não! Mas por amor de nós e de nossas almas, revelou seu poder em mostrar o que está por  vir,  para  que  saibamos que Ele é  DEUS  Poderoso e digno de confiança:
Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro. (Isaías 45:6)

Todos  nós  temos  curiosidade  acerca  do amanhã. Muitos são os que vivem numa ansiedade tão profunda por causa do futuro que até adoecem. O Senhor Jesus mesmo disse : “Não estejais inquietos com o amanhã. Cabe a cada dia o seu mal.” Se nós soubéssemos tudo o que aconteceria , seríamos pessoas aterrorizadas o tempo inteiro. Ou seríamos pessoas irresponsáveis . Deus guardou para si esse conhecimento para que possamos viver nossas vidas normalmente e dependendo de sua Graça diária. Ora, são as misericórdias do Senhor que nos mantém  vivos,  porque elas não tem fim; Novas são a cada manhã.
Poderíamos cair num fatalismo desastroso também se soubéssemos tudo o que nos aguardava. Olharíamos para vida de maneira estática e seríamos artificiais.
Quando uma  criança  nasce, pode se passar na mente de seus pais a seguinte pergunta : qual será o futuro dessa pessoinha? É impressionante como o tempo voa. Ontem eu era um bebê, hoje sou um homem feito. Nunca pude imaginar que  trabalharia onde trabalho hoje ; Nem no que me formaria. Mas  Deus  sempre soube , não só sabia, como também já  havia  dito  que  assim  seria.
Quando Jeremias  nasceu  seu  pai  jurava que ele seria um sacerdote. Visto  que  ele mesmo era um e essa função passava de pai para filho. Todavia, Deus o havia escolhido para o ministério profético e assim o foi. Desde o ventre de sua mãe, o Senhor já o havia separado.
Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta. (Jeremias 1:5)

         A Mesma história sucedeu com João Batista. Seu Pai era sacerdote e já velho de idade quando soube que seria pai de um menino que anunciaria o Messias e lhe prepararia o caminho. Quando João nasceu foi o maior alvoroço na cidadezinha, pois  sinais misteriosos aconteceram. Seu Pai  recobrara a fala e tanto o pai como a mãe escolheram  sem saber o mesmo nome para o menino.
E todos os que as ouviam as conservavam em seus corações, dizendo: Quem será, pois, este menino? E a mão do Senhor estava com ele. (Lucas 1:66)
        
         Você  pode  até não aceitar, mas  todos nós estamos debaixo da soberana vontade de Deus. Muitos achavam que Moisés seria o próximo Faraó do Egito. Aquele menino fora salvo quando ainda incapaz; criado pela nobreza e estudado na ciência egípcia. Contudo, Deus havia reservado para Moisés uma  história  completamente diferente. Moisés revelaria o braço forte do Senhor como libertador de seus irmãos hebreus, escravos e angustiados. Moisés revelaria o Filho de Deus em sua própria existência , tipificando o messiado do Senhor dos céus que viria a este mundo para libertar os homens do império do pecado e da morte.
         Sansão vivera  um  roteiro muito semelhante. Nasceu  para libertar seu povo dos filisteus. Foi  seu pai quem perguntou : qual será o modo de vida deste menino e o que ele fará? Todos os pais deveriam  ir a Deus em oração , perguntando qual o propósito da existência  de seus pequeninos.  Deus dissera a Manoá : ele  será nazireu de Deus, isto é, consagrado ao Senhor. E Vemos que Sansão mesmo falhando e desviando-se de seu propósito, acabara cumprindo seu chamado soberano, porque lemos que tudo aquilo vinha do Senhor que buscava ocasião contra os filisteus.
         Amigos, Jesus Cristo é a maior prova do que estamos falando. Seu  nascimento  fora predito milhares de anos antes de  sua  mãe  nascer.  Seu nome fora dado pelos céus, pois o anjo disse a Maria : seu nome será Jesus, porque  salvará seu povo  de  seus pecados. E seu futuro já estava fechado e certo, de modo que tudo o que ouviam sobre isso, seus pais guardavam no coração. De certo modo, cada criança que nascia nos tempos velho testamentários era uma esperança de salvação. As pessoas podiam se perguntar : será esse o libertador definitivo de nossa gente? Será esse aquele que pisará na cabeça da serpente? Será esse a glória de Israel?- Cristo cumpriu as profecias. Ele é aquele a quem Simeão tanto esperava. Quando o tomou em seus braços, disse : agora despede-me em paz, Senhor, pois  meus olhos já viram tua salvação.
Muitos são os pais que depositam em seus filhos a esperança de um futuro melhor quando estiverem velhos e impossibilitados de qualquer tarefa. Os filhos são bênçãos de Deus ; É o cuidado do Pai conosco em  nossa velhice. Mas não faça de seu filho ou filha  salvadores. O menino que é a esperança certa  para nossas almas já nasceu, cresceu, morreu e ressuscitou. Confie em Cristo.
         Entregue  a vida de seus infantes nas mãos do Senhor Deus todo Poderoso. Ele tem como assegurar seus filhinhos. Digo que mesmo que vocês não os levem à presença do Eterno, ele  mesmo  se encarregará de fazer tal serviço, se assim ele tiver planejado nas eras passadas. Todavia, devemos deixar os mistérios  para Deus e ficarmos com aquilo que ele nos garantiu. E sei pela Bíblia que ele disse : Trazei-me aqui teu filho ( Lucas 9.41). Bem como disse : quem vier a mim de maneira  nenhuma o lançarei fora.

         Oremos : Senhor, te damos graças porque tu conheces nosso futuro. Sabe como viveremos e no que nos ocuparemos em nossas vidas. Nós não sabemos o que há de nos acontecer daqui a cinco minutos, mas tu o sabes. Pai, por isso mesmo, livra-nos do mal. Livra-nos  de nós mesmos e de nossos  planos maus. Que tua vontade seja feita na terra, assim como é feita nos céus. E que nossos corações se rendam a teu eterno conselho com alegria e boa vontade. Pois sabemos que é bom, perfeito e agradável o que tens para cada um de nós. Em Cristo Jesus oramos e louvamos tua  majestade santa. Amém.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

A marca de um Verdadeiro Discípulo de Cristo


Nisto  todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes  uns aos outros. (João 13:35)
Por Frankcimarks Oliveira
         Ninguém se engane, Deus não se deixa convencer por meras palavras ou conhecimento teológico. Muitos são os que sabem tudo sobre dogmas e doutrinas, porém muito pouco ou quase nada sobre o mandamento de Deus  .
         Temos visto tantos "sábios" discutindo acerca de tanta coisa;   Eles  desligam pessoas da comunhão porque estas não se enquadram naquilo que chamam de ortodoxia. Mas estes mesmos se condenam, pois estão reprovados na prova básica do cristianismo que é o amor.
         Nosso  Senhor  foi  tão  claro ao dizer : Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. (João 13:35) Ora, nós nos dizemos cristãos e não percebemos  as graves implicações deste  rótulo. Quem foi Jesus Cristo? – a encarnação do amor perfeito de Deus. Por isso ele disse que a marca de seus seguidores será o amor fraternal.
         Você pode frequentar templos e sinagogas; usar roupas decentes  e vestidos longos; pode carregar uma Bíblia para todos os lugares; parecer piedoso e moralista, mas apenas o amor será requerido  de nós naquele último dia. Amigos, quem não ama não é nascido de Deus , porque Deus é amor. Se odiamos nosso próximo, então estamos em trevas.
         Conhecer a Bíblia não faz de você uma pessoa melhor diante  de Deus. Conheço muitos religiosos conhecedores profundos dos discursos humanos acerca do Eterno, mas vazios do Espírito Santo. Muitas  guerras  foram feitas em nome de Deus e através da Bíblia. Milhões já morreram por causa de supostos  fieis de Deus que não suportavam ver o nome de Deus ser ultrajado. Que loucura esta! Deus não precisa de advogados que pleiteiem sua causa.
         Ele mesmo sendo Deus humilhou-se a si mesmo como servo. Foi ele quem lavou os pés de seus discípulos mesmo sendo Mestre e Senhor para que assim como ele , fôssemos nós também. O que Deus deseja é que nos consideremos menor que todos  e servos  de todos. Assim não haveria guerras no mundo, se fizéssemos aos homens aquilo que queremos que eles nos façam. Simples assim.
         Nos  seus  últimos  momentos  com  seus amigos na última ceia, Cristo enfatizou a lei do amor. Ora, dizem que as últimas palavras de um homem são as mais importantes.” Amai-vos uns aos outros assim como eu vos amei”. Aqui se resume toda a bíblia e debates teológicos. Na verdade o amor é o fim da lei e o fim de toda liturgia morta e religiosa. A verdadeira religião para com Deus é amar e cuidar daqueles que estão desamparados.
         Infelizmente muitos dos que nos rodeiam não vem a Cristo  também  porque  não veem nenhuma semelhança em nós com  aquele a quem dizemos seguir. Nós julgamos e medimos as pessoas como se fôssemos seus juízes e esquecemos que assim como medimos seremos medidos. Na verdade há uma trave em nossos olhos , todavia nos preocupamos com o argueiro no olho de nossos vizinhos. Se nós nos julgássemos a nós mesmos não seríamos julgados. Deveríamos  analisar mais a nós mesmos e deixarmos de nos preocuparmos tanto com a vida alheia.
         O mandamento de Deus é um só : amem!  Quem pensa ser discípulo de Cristo deve voltar constantemente a este ponto inicial e ver se anda como ele.
        
Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou. Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas o mandamento antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra que desde o princípio ouvistes. Outra vez vos escrevo um mandamento novo, que é verdadeiro nele e em vós; porque vão passando as trevas, e já a verdadeira luz ilumina. Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas.Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo.Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos. (1 João 2:6-11)
        
         Este mandamento não é coisa nova, é tão antigo quanto Deus visto que nunca houve uma era em que Deus não fosse amor . Ele revela o próprio caráter do Senhor que é amor e não pode ser diferente nem exigir nada diferente de nós ao longo de toda a história.
Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor. (Levítico 19:18-19)
Cristo é a própria encarnação do mandamento divino. Suas palavras se harmonizam perfeitamente a lei do Todo poderoso. Quantas vezes ele mesmo não disse isso : não retribua mal com mal, não vos vingueis a vós mesmos, a vingança pertence a Deus, daí a outra face , amai os vossos inimigos etc etc etc.  Amigos, não se engane, Deus é amor e se alguém não ama este tal não é dele.
Como Cristo é insistente : O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Isto vos mando: Que vos ameis uns aos outros.( João 15:12,17). É isto que ele nos manda guardar e fazer, de modo que ele mesmo disse : vós sereis meus amigos, se fizerdes o que vos mando ( Jo 15.14)
Ora, qual a maior característica daqueles que não são de Deus? – a falta de amor com certeza. Cristo mesmo disso : o mundo vos odeia, porque odeia a mim . Se vós fôsseis do mundo, o mundo vos amaria, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia ( v.18-19)
Cristo nos tirou do mundo para andarmos na contra mão, isto é, amando, perdoando, suportando, fazendo o bem a quem nos deseja mal e orando por aqueles que nos caluniam, de modo que seremos odiados por isso, porque negamos aquilo que o mundo é, não amando o mundo nem aquilo que no mundo há.
Se dizemos que amamos a Deus, devemos amar nosso próximo. Pedro disse que daria sua vida por Jesus, mas não estava disposto nem a proteger seus irmãos quanto mais a dar sua vida por Cristo. Por isso o Senhor lhe disse : hoje mesmo me negarás três vezes antes que o gale cante. Oh, amigos, como podemos dizer que amamos a Deus  que está nos céus se não conseguimos nem mesmo amar quem está perto de nós?
Jesus também disse : Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou. ( Jo 14.21,23)
Mais uma vez seu mandamento é o amor. “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei.” Cristo insistia neste mandamento porque ele é o único que realmente importa. Judas não amou seu mestre, não guardou o que ele disse, por isso o traiu, fazendo mal a Jesus e a seus amigos apóstolos. O amor não faz mal a ninguém.
Quero terminar com uma canção de amor primitiva:
 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.  O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.(1 Coríntios 13:1-13)
Oremos : Senhor, ensina-me a amar meu próximo, meus familiares e todos quantos precisam ser amados. Ensina-me a guardar teu mandamento que não é pesado, mas é bom e revela quem tu és. Obrigado por me mostrar tua verdade em Cristo Jesus, amém.