Poderá Gostar Também De:

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

O Deus do Perdão


Pai, perdoa-lhes ( Lc 23.34)

Por  Frankcimarks  Oliveira

Nosso  Senhor nos ensinou a orar : E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; (Mateus 6:12). Cristo quis nos mostrar que somente Deus tem o poder de nos absolver de nossas faltas. Resta-nos em gratidão , imitá-lo , sendo misericordiosos com nossos ofensores.
O perdão de Deus é a coisa mais preciosa que uma pessoa pode receber. Através dele o Homem pode ter paz no seu espírito; andar com sua cabeça erguida; pode olhar para o céu e relacionar-se com o Pai do amor . Oh, amados, Deus tem prazer em perdoar aqueles que o buscam em verdade. Seu apelo é : “busquem-me enquanto podem me achar; invoquem-me enquanto estou perto. Deixem seus maus caminhos e tornem para mim, que sou grande em perdoar”.
Estás ouvindo a voz do Espírito Santo ? Ele diz : eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Sim, queridos, o Pai nos perdoa através do sangue de seu filho que foi derramado para este fim. Se confessarmos nossos pecados , ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Há perdão em Deus e eu quero te levar a buscá-lo confiantemente. Não importa quão negro seja teu pecado e não importa o quanto o diabo te acuse e te faça sentir culpa. Cristo está de braços abertos para todo aquele que chora pelos seus pecados e a estes ele diz : felizes os que choram. Venham a mim e achareis  descanso para vossas almas. Amigos, o Senhor é manso e nos receberá mansamente. Não nos rejeitará , pois ele também é humilde e se assenta com pecadores. Nosso Mestre fora apelidado de “ amigo dos pecadores” pelos fariseus arrogantes. Eles queriam desdenhar de nosso amado, mas não sabiam que sua afronta era nosso consolo. Graças a Deus por essa verdade: Cristo é amigo dos pecadores e está muitíssimo interessado neles. “ Eu vim para os pecadores, para salvar os perdidos e curar os enfermos”. Nosso Jesus veio chamar os pecadores para oferecer-lhes perdão e garantia de vida eterna. “ Eu não vim chamar aqueles que se acham justos, mas aqueles que sabem que são pecadores”.
Cristo roga pelos perdidos até no alto da  rude cruz: “Pai, perdoa-lhes”. A voz de Jesus ainda se faz ouvir nos céus. Ele é nosso sumo sacerdote que continua intercedendo pelos pecadores. Este mesmo Jesus que morreu para pagar nossa dívida com Deus, agora exerce seu ministéio sacerdotal de servir àqueles que vão herdar a eternidade. O Senhor continua chamando pecadores e pede ao Pai : “Perdoa-lhes”. Ele quer aumentar sua família nos céus porque ele diz : “Na casa de meu Pai tem muitas moradas”. O Senhor sabe quão caro foi o preço de sua morte, por isso ele não cessa de “acrescentar” mais perdidos a sua Casa de misericórdia.
Venha, pecador, Cristo roga por ti . Venha sem medo se entregar ao grande salvador. Ele é cheio de boa vontade com os pecadores. Ele se ofereceu de uma vez por todas. Ele nos basta.
E disse-lhe a ela: Os teus pecados te são perdoados. (Lucas 7:48) Que voz mais doce é a de nosso Salvador. Ele tem poder de perdoar pecados , porque é através de seu sangue, o sangue de suas próprias veias e que pulsava de seu próprio coração que o  perdão foi obtido e estabelecido por Deus Pai. Perdoar é um direito que Jesus tem e ele  quer perdoar a qualquer um que verdadeiramente  se  arrependa e vá  até  ele . É de graça que ele nos perdoa. Jesus não requer nada dos pecadores porque ele mesmo sabe que estes são pobres miseráveis que nada tem para oferecer .
Tu és pobre? O mais miserável entre os pedintes? Cristo te oferece de graça perdão dos pecados. Tu és rico financeiramente? Tens para guardar e gozar o resto da vida? Pois te digo que ainda assim és pobre para com Deus. És um mendigo no mundo dos espíritos e tua prata e teu ouro não podem te salvar. Todavia, o Cristo que salvou Lázaro, o mendigo, é o mesmo Cristo que salvou Zaqueu, um rico publicano. Jesus te oferece de graça, ó pecador, rico ou pobre, o perdão dos pecados.
Invoque o nome do Senhor Jesus Cristo e serás salvo. Creia Nele e ouvirás : “Perdoados estão os teus pecados.” Ele tem a chave do reino dos céus e só Ele pode nos introduzir  em  suas  cãmaras  reais. Sem seu perdão não poderemos entrar na sala do banquete. Sem seu perdão somos estranhos a Deus Pai. Somos indignos de entrar em sua presença sem o seu sangue sobre nós.
 Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. (Salmos 32:1) Não há maior felicidade para um pecador que receber perdão de seus pecados. Por que ainda estás tão exitante a ir a Jesus, teu Senhor? Hoje Deus pode pedir tua alma. Não sejas louco de dormir sem antes pedir a Deus que te perdoe de todos os teus pecados. Agradeça a Jesus pela cruz sangrenta e confesse que foram seus pecados que o levaram ali. Que o Espírito Santo torne estas letras em letras de fogo em teu coração, leitor. Só assim fará algum sentido tudo o que estou dizendo. Só o Espírito pode nos convencer dessa verdade.
Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades, que sara todas as tuas enfermidades, (Salmos 103:3)
Perceba , leitor, que Jesus rogou perdão para nós e não para ele mesmo. Cristo não precisou pedir perdão por si mesmo porque ele nunca conheceu o pecado.  Por isso ele gritou da cruz : “Pai, perdoa-lhes.” Aquele que é Santo se fez pecado para que nós fôssemos sua justiça e sua coroa de glória.
E, vendo ele a fé deles, disse-lhe: Homem, os teus pecados te são perdoados.(Lucas 5:20). Somente a fé nos justifica diante de Deus. Jesus viu a fé daqueles homens e atendeu –os. Tenha fé em Jesus. Creia que ele é bom e que ama os pecadores. Creia que de modo algum ele te desprezará. Creia que em seu nome recebemos o perdão dos pecados. Apenas creia e verás a glória do Senhor. Termino com um salmo que diz : Mas contigo está o perdão, para que sejas temido. (Salmos 130:4). Nenhum outro nome deve ser reverenciado. Nenhum outro Deus deve ser adorado, só aquele que perdoa os pecados. Amém.






sábado, 1 de novembro de 2014

O Amor do Pai


O Pai  vos Ama ( Jo 16.27)

Por  Frankcimarks  Oliveira

Deus é amor e provou  isto  ao  longo de toda a história. Mas foi na cruz onde o mesmo fora evidenciado ao extremo. Na cruz  o amor de Deus fora exposto de um modo tão escandaloso que não deve restar dúvidas de quão longe o Senhor pôde chegar por amar seu povo.

“Deus amou o mundo de uma tal maneira que deu seu único filho para que todo aquele que nele crê não morra, mas viva eternamente”. ( Jo 3.16) Ora, O Pai fora tão generoso com o ser humano que deu o objeto de seu amor. Vejam  Deus  nos presenteando com aquele que sempre fora o receptáculo de todas as afeições divinas: Cristo.

“Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados.” (1 João 4:10) O Pai estava ofendido com os homens porque estes viviam e vivem em constante rebelião a seus bons mandamentos. Deus era a parte  ofendida  e  foi Deus quem tomou a iniciativa em perdoar. Pense um pouco, leitor, se somos assim em nossas relações pessoais. Não deveríamos deixar o orgulho dominar nossos  corações ao ponto de não nos reconciliarmos com nossos devedores. Lembre-se, Deus deu seu amor àqueles que só lhe davam as costas. Deus veio em direção àqueles que fugiam de sua face. Deus planejou, Deus providenciou e Deus sacrificou por amor àqueles que nada lhe agradeciam. Deus amou  seus inimigos.
Nós  o amamos a ele porque ele nos amou primeiro. (1 João 4:19).  Aqui está claro que o amor do Pai não esperou nenhuma  ação  dos pecadores. E assim o é. Deus não reage às nossas ações, nós  é  quem  reagimos  às  suas. O amor do Pai é o amor Ágape, livre de condições, que é amor porque amor deve ser. Deus  ama porque Ele é amor em essência e seu amor é perfeito, sem sombras ou máculas.
Por que Deus nos amou? Qual a razão de Deus amar quem não lhe ama? Como Deus pode amar pessoas que o desprezam ou passaram a vida inteira lhe desprezando? Lembro-me de Oséias e seu amor por sua esposa Gômer. Mesmo esta sendo tão infiel e o traindo explicitamente com diversos  homens, Oséias a amava invariavelmente. E por fim a resgatou  com grande preço. Certa feita me disseram que o amor nos deixa bobos. É verdade! O amor nos torna fracos e vulneráveis.  “O AMOR  TUDO  SUPORTA.”
Deus nos suportou e nos suporta , mesmo conhecendo cada um de nossos pecados. Deus mais do que ninguém conhece nossas imperfeições e falhas. Nossa feiura e esquisitice são bem conhecidos pelo Pai que tudo vê. Todavia, Deus pacientemente nos ama. E o mundo só pode existir e continuar existindo graças a este divino amor. Por isso Deus requer de nós : Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros.(1 João 4:11)
 “Andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave”. (Efésios 5:2)  Cristo  nos amou e se deu a si mesmo  por  nós. Deus requer que amemos com este mesmo amor  de doação e entrega  ao próximo. Deus tem se doado integralmente aos seres humanos desde que criou todas as coisas. Amar  requer empenho e boa vontade. Amar requer sacrifício  e determinação. Amar é um desafio. Amar é uma missão. E não há melhor modelo de amor que Deus. Ele  não nos pede  nada que ele mesmo não faça.
Cristo  em  sua pregação disse a seus discípulos : O Pai vos ama. Pede  em meu nome o que quiserdes e vô-lo será dado. Nosso Senhor se referia ao Espírito Santo que viria para fortalecê-los, pois sua hora já se aproximava. Percebes que o amor é sempre voluntário e generoso? O amor do Pai está sempre concedendo dádivas a seus filhos. O Pai deu seu Filho para remir nossos pecados, bem como o mesmo Pai nos deu seu Espírito para nos consolar em nossas fraquezas e tribulações. Este é o amor de Deus e deve ser o nosso. Não  devemos amar só com palavras, mas nos dando por completo àqueles que dizemos amar.
O  Pai  ama o Filho, e todas as coisas entregou nas suas mãos. (João 3:35) O amor é doador e se agrada em dar. Porque o amor pensa e crê que melhor coisa é dar do que receber. Deus tem  prazer  em dar coisas boas aos homens, principalmente àqueles que amam seu Filho Jesus.
Veja  como  o amor tem tudo a ver com o ato de dar : Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. (João 10:17) Claro que Deus sempre amou a Cristo, mesmo  antes de sua encarnação e morte na cruz. Mas veja como Deus ama aquele que dá algo com alegria e disposição. “ O Pai me ama, porque dou minha vida.” Façamos o mesmo, crendo que o amor de Deus já está derramado em nossos corações . Primeiro, pelo que Deus mesmo fizera e decidira em si mesmo. Segundo, por Cristo ter nos acolhido, e terceiro, porque  também  amamos e somos iguais a Ele em amor, dando o que temos de mais precioso pelos irmãos, isto é, nossas próprias vidas.
Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. (João 14:21)
 O amor do Pai é uma certeza na vida de toda criatura que vem a este mundo. Tudo recebemos por Graça divina. Não importa a cor, a raça , a religião ou etnia. Deus ama sua criação. Todavia, não seremos insensatos em negligenciar  um amor especial de Deus  por  seus  filhos na fé. Um pai pode amar os filhos de seus vizinhos, contudo, ninguém estranha o fato dele amar muito mais seus próprios filhos. E quem são os filhos de Deus? São aqueles pecadores que pela fé em Jesus Cristo passaram a ser  membros da família deste Pai nosso que está nos céus. Todo aquele que ama verdadeiramente é filho de Deus. Quem não ama  não  é nascido deste Pai. Qual é o mandamento deste Pai e de seu Filho, que ensinou unicamente o que aprendeu com seu Pai? – o amor é sua ordem. Ele disse : “Amarás ao Senhor teu Deus e a teu próximo como a ti mesmo.” Todo aquele que vive sua vida sob estes astros reluzentes está na luz e não anda em trevas. Porém, todo aquele que pensa ser filho de Deus , mas odeia seu próximo, permanece na mais profunda escuridão.
O Pai vos ama e vos dá aquilo que necessitais. Sim, o Pai vos dá o Filho e vos dá o Espírito Santo. O Pai vos dá porque vos ama. Veja que a motivação de Deus em nos dar tão grandes dons não está em nós, mas Nele mesmo e em seu amor. Deus não nos retribui porque mereçamos alguma coisa de suas mãos. Antes, ele vê nosso vazio e nos enche de bens espirituais para ficarmos  firmes  em seu amor.
A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. (Romanos 13:8)
O Pai nos ama. Que essa verdade seja nosso consolo e nossa inspiração. Que seu amor dadivoso nos encha a alma para que nós também   possamos repartir  deste  amor com os que mais precisam.



        








quinta-feira, 30 de outubro de 2014

O Amor de Cristo




Eu te amo ( Ap 3.9)

Por  Frankcimarks  Oliveira

Os  Lábios do bendito Salvador nunca mentem. Quando ele abre sua boca a verdade flui como águas de um ribeiro. Nosso Senhor disse a um de seus servos : “eis que eu farei aos falsos crentes que saibam que te amo.” Imagine , caro leitor, o Capitão da Igreja fazendo questão de provar seu carinho especial por seus verdadeiros filhos. Não se engane, nem todos que se dizem filhos de Deus o são de fato. Todavia, nos alegra saber que tanto o Pai quanto o Filho não só conhecem aqueles que são seus, mas os diferenciam claramente dos injustos filhos de satanás.

Jesus  está  com os fracos, sim, com aqueles que não são e nem parecem ser. O Mundo vive por ostentar algo que na  essência  nega. Mas Cristo   sonda o coração. Ao escrever ao Pastor  de Filadélfia, nosso Senhor deixa expresso : “Conheço-te”. Não há sentença  mais  bendita e feliz que essa, amados! Terrível coisa é ouvir de Jesus: “Não te conheço”.

Os Filhos de Deus são conhecidos e reconhecidos pelos céus. Ainda que sua aparência e expressão secular não signifiquem  muito, contudo, Aquele que é Verdadeiro sabe exatamente quem lhe é fiel, e a estes ele diz : Eu te amo.

O Filho de Davi, que abre e ninguém fecha, ama os fracos, mas que pacientemente esperam receber forças do alto, porque sabem que dos montes vem o socorro. Estes filhos amados de Cristo estão a ponto de sucumbir, pelo simples fato de viverem de acordo com as palavras de seu Mestre, e são assistidos por aquele que tem olhos como chama de fogo. Na verdade o mundo os despreza, inclusive alguns da própria comunidade, os falsos irmãos, todavia, a  testemunha  fiel  se põe ao lado destes pequeninos e diz : eu te amo.

O Senhor conhece a estrutura de seus servos. “ Sabe que somos pó e se compadece de nós e apressa-se em nosso auxílio”. Jesus disse : “Tendo pouca força não negaste o meu nome”. Querido leitor, teu Senhor te sonda e te conhece, ele sabe que tu estás fraco e não deixará que sejas tentado acima de sua capacidade de resistir. Talvez  você  encontre-se tão debilitado que pense que não  terá forças nem mesmo para abrir uma porta. Por isso Jesus te diz : eis que pus uma porta aberta diante de ti.

Jesus Cristo faz com que  seus filhos amados nunca parem de marchar. Ele vai na nossa frente endireitando os caminhos tortuosos e ele mesmo despedaça as portas de bronze e quebra os cadeados de ferro para que nada se ponha a nossa frente e para que cheguemos aonde ele mesmo determinou que chegaríamos. Tudo isso é feito na força do Senhor e no poder de seu braço. Pense  agora  naquele jogo no gelo, onde o jogador tem de esfregar o gelo para fazer com que a peça principal não pare de escorregar até fazer o gol.  Cristo faz o mesmo com aqueles que ele  ama.

Cristo diz àqueles que são fracos, mas que ainda assim guardam  sua  Palavra : “Eu te guardarei da tentação que virá ao mundo”. Oh, amados, não se glorie o forte na sua força. Melhor é o fraco com Cristo do que o forte sozinho. Nossa força e capacidade de resiliência vem do Todo Poderoso. Sem ele nada podemos fazer nem resistir. Cristo conhece nossa pouca força, e ele nos ama, por isso ele nos dará a força necessária para permanecermos  fiéis  a Ele. Ou seja, se somos fiéis ao Senhor, até isso vem dele .

Cristo também nos alerta :” Guarda o que tu tens para que ninguém roube tua coroa.” Amigos, nunca desprezemos as coisas poucas. A porção que Deus nos dá é suficiente para cada dia. Lembre-se que cabe a cada dia o seu mal. Jesus nos deu algo, e  isso nos basta. Uma pequena fé ou uma fé fraca ainda é uma fé que vem de Deus. Um  pequeno  grão de mostarda produz grandes árvores. Guardemos o que ele nos deu e confiemos nele que é suficiente  para  nossa vitória. Não despreze os dons que Deus te deu. Nenhum deles é insignificante, assim como o menor dos dedos tem sua importância, assim essa tua pequenina fé te fará  herdar  todas  as promessas. Tão somente sê forte, mesmo sendo fraco. Sê vigilante e guarda o que já tens em tuas mãos e  Cristo fará desse pouco o bastante, assim como ele fez daqueles cinco pães  e dois  peixinhos uma fonte inesgotável de energia.

E para nos encorajar o Senhor assegura :” quem vencer , eu o farei coluna na casa de meu Deus e escreverei nele o nome de meu Deus, e o nome da cidade de meu Deus e o meu novo nome.” Cristo faz de servos  fracos colunas na casa de seu Deus. Não  sei  se estas colunas servem para sustento do peso da casa, se referindo ao peso de glória que os fiéis receberão como galardão, ou se estas colunas são meramente adorno para embelezamento do templo. O que importa é que Deus tira da fraqueza força para que seu nome seja glorificado. Perceba a insistência de Jesus em mencionar o nome de Deus. O Senhor não se envergonha de ter seu  nome  sagrado sobre criaturas frágeis como nós.


Tu deves saber bem disso, que teu Senhor te ama, mesmo você sendo fraco e tendo poucas forças. Jesus tem contemplado teu empenho em servi-lo e agradá-lo. Confia Nele e o mais ele fará. O amor dele por ti é perseverante e te fará perseverar também. O amor de Cristo é fortalecedor, é reconfortante. Sim o amor de Jesus de Nazaré nos preservará do mal que há de vir a este mundo. O amor do Carpinteiro, do Santo e verdadeiro filho de Deus tem aberto muitas portas e nos feito lembrar o lugar que nos espera ao lado do Pai nos céus e na sua santa cidade que desce ataviada. Toda vergonha e desprezo que passamos aqui neste mundo não são nada com a glória que nos espera. O ódio e a perseguição de seus inimigos contra o evangelho e contra seus filhos serão vencidos pelo amor que Cristo já tem nos demonstrado  e  nos mostrará ainda mais naquele grande dia. Que o  Senhor  fortaleça  seu  povo, agora e sempre. Amém.