Poderá Gostar Também De:

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

O Sangue de Um Inocente



Não acho nele culpa alguma de morte ( Lc 23.22)

Por Frankcimarks Oliveira
Pretendo com esta mensagem :

1-   Demonstrar  a inocência de Cristo perante Deus e os homens;
2-   Demonstrar que convinha que Cristo fosse inocente para a remissão dos pecados
3-   Demonstrar que todos os homens são culpados diante de Deus e que somente através de Cristo tornam-se inculpáveis.

Amigos, o escritor de Hebreus disse sobre Cristo : Porque nos convinha  tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus; (Hebreus 7:26). Perceba a sentença que ele impetra : nos convinha, isto é, nos era necessário. Ao contrário dos antigos sacerdotes que precisavam a si mesmo purificar-se, Cristo por ser santo e sem mácula, ofertou-se a Deus como propiciação pelos nossos pecados como um sacrifício perfeito e perfumado ao Pai.
Seu sacrifício fora aceito por ser perfeito. Na páscoa, o cordeiro oferecido deveria ser sem defeitos. Isto apontava para a pessoa do Senhor Jesus Cristo que viveu integralmente aqui entre os homens, sem nunca pecar nem transgredir nenhum mandamento sequer do Todo Poderoso. Desse modo, sua justiça recai sobre os pecadores , e estes são aceitos como filhos na família do Senhor.
Oh, leitor, deleite tua alma na inocência do Salvador. Cristo deu sua vida para inocentar culpados. Nós éramos aquele Barrabás , bem conhecido em sua época como malfeitor. Todavia, por causa de Cristo, Barrabás escapou de sua sentença penal. Que esta verdade nos encha a alma de regozijo. Deus providenciou um cordeiro para morrer no lugar de Isaque nos dias patriarcais. E o mesmo Deus providenciou um outro cordeiro, santo e sublime, vindo do céu, para remir nossa alma da morte.
Agora vejamos algumas coisas que a bíblia fala sobre culpa:
Maldito  aquele que aceitar suborno para ferir uma pessoa inocente. E todo o povo dirá: Amém.( Deuteronômio 27:25)
         Deus é Justo e sua lei é perfeita. Ele vela para cumprí-la. Tudo em sua palavra revela seu santo caráter e seu firme compromisso com a justiça. Deus abomina o mau e requer de sua criatura  prudência e sabedoria. Seu mandamento é : amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
         Quanta  injustiça  já não fora cometida neste mundo? Quanto sangue inocente já não fora derramado, amigos? Todavia, toda boca estará calada diante de Deus em seu juízo, visto que ele mesmo, o Senhor da Glória, sentira  em sua pele o poder da traição e da injustiça.  Judas  vendeu  sua alma por aquelas moedas  afim  de entregar seu Mestre. Nessa ocasião nosso Senhor se colocou no lugar de toda alma traída. Em Cristo todo crime fora diminuído e exterminado. Sabemos que não há ninguém bom neste  mundo. Como disse Paulo : não há um justo se quer. O pecado passou a todos os homens. Desse modo, apenas Cristo pode ser enquadrado no roll dos inocentes injustiçados. Graças a sua  natureza  incontaminada . Porém, sabemos que judicialmente, muitos  foram punidos indevidamente.
         Leitor, não quero adentrar em questões filosóficas e morais. Quero apenas apontar-te teu Salvador que morreu consciente de sua própria inocência e disposto a nos tornar “ fichas limpas” diante do Pai. Talvez você não tenha se dado conta, mas tu és o culpado daquela morte. O príncipe da Paz  morreu  porque havia guerra entre criatura e criador. O Verbo da Vida morreu naquela cruz  porque   havia morte dentro dos corações humanos.
         Não fique apresentando argumentos da sua bondade e inocência. Diante de Deus todo homem é mentiroso. Se você diz que não tem pecado, você faz de Deus um enganador, visto que Deus disse: todos pecaram. Se você diz não acreditar no pecado e na queda de nossa raça, você torna a vinda de nosso Senhor  a este mundo vã, já que foi para isso que Jesus veio, para desfazer as obras do malígno, perdoando nossa dívida e nos resgatando do império das trevas.
Como, pois, seria justo o homem para com Deus, e como seria puro aquele que nasce de mulher? (Jó 25:4) Todo aquele  nascido de mulher, com exceção de Cristo, traz dentro de si o germe da corrupção. Somos culpados, todos nós. Assim Cristo pode ser um Salvador para todos e ser glorificado em todos.
Que é o homem, para que seja puro? E o que nasce da mulher, para ser justo? (Jó 15:14).  Entenda  a essência da natureza  humana e você perceberá a grandeza de sua culpa. Quero que o Espírito te convença disso : Receio todas as minhas dores, porque bem sei que não me terás por inocente. (Jó 9:28)
 O nosso problema não são nossas mãos, mas nosso coração. Nossas  mãos só respondem ao comando que vem de dentro. Por que você acha que Davi rogou : Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto?(Salmos 51:10) Davi tinha plena consciência que não era íntegro para com Deus e sabia que só o Todo Poderoso tinha condições de torná-lo puro.
Agora vejamos a Cristo como o cordeiro imaculado e inocente :
Pequei, traindo o sangue inocente. Eles, porém, disseram: Que nos importa? Isso é contigo.( Mateus 27:4) Bendito é o sangue do cordeiro que nos torna alvos como a neve! Amados, Deus ficou satisfeito com a morte de seu filho, porque assim nos reconciliou consigo mesmo, sem afetar sua honra e justiça.
Porque  qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos. (Tiago 2:10) Vês agora porque somente Cristo é perfeito? Nunca homem algum conseguiu guardar toda a lei divina.  Pecar  com pensamentos  já nos faz abjetos diante do Bom Deus. Maldito o homem que confia  em si mesmo e acha ser capaz de obedecer tudo o que Deus requer. Nem mesmo Deus acredita que somos capazes de tal façanha. Na verdade Deus colocou a todos debaixo do pecado para que possa usar de misericórdia com quem quiser.
O Evangelho revela nossa incapacidade de cumprir a lei dada a Moisés para destruir nosso orgulho e justiça propria. Ao mesmo tempo o Evangelho nos anuncia que Cristo já fez tudo o que era necessário para nossa salvação. Pela fé em seu nome obtenho gratuitamente todos os benefícios que Cristo conquistou. De modo que toda a glória é de Deus e toda a gratidão é nossa.
Cristo era inocente e não se defendeu. Sabia o propósito de tudo aquilo que estava enfrentando. E, sendo acusado pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos, nada respondeu. (Mateus 27:12) Deveríamos imitar nosso Capitão. Quanto mais nos tornamos parecidos com Jesus, menos necessidade temos de nos defendermos e nos justificarmos perante os homens. Quem nos justifica é Deus.
Nosso Senhor recebeu o castigo dos culpados, como determinava a lei : E será que, se o injusto merecer açoites, o juiz o fará deitar-se, para que seja açoitado diante de si; segundo a sua culpa, será o número de açoites.                        ( Deuteronômio 25:2)  Como Deus é maravilhoso! Ele assumiu nosso lugar. Vendo que jamais nasceria um justo neste planeta, ele mesmo se fizera homem e pagou nosso débito. Maior prova de amor não há!
E por fim, vejamos a perfeita inocência de Jesus :
1-   Os Fariseus forjaram falsas acusações porque não achavam  nenhuma falha no caráter do carpinteiro, filho de José e Maria.
2-   Judas declarou : traí  sangue inocente;
3-   Pilatos confessou não achar culpa alguma em Jesus ;
4-   O soldado perto da cruz confessou que Cristo era justo, isto é, sem culpa.
5-   O  Ladrão  arrependido da cruz repreendeu seu amigo : Nós merecemos este castigo, mas este homem ( Jesus) nada fez.
Cantemos diante dos céus que Jesus é perfeito, sublime, imaculado, sem culpa, suficiente para nos inocentar diante de Deus Pai. Glória a Deus . Amém.





terça-feira, 23 de setembro de 2014

Não Tenha Medo de Deus


E os discípulos, ouvindo isto, caíram sobre os seus rostos, e tiveram grande medo. E, aproximando-se Jesus, tocou-lhes, e disse: Levantai-vos, e não tenhais medo. (Mateus 17:6-8)
Por  Frankcimarks  Oliveira

Pretendo com esta mensagem :
1-   Analisar o medo que o pecador tem de Deus;
2-   Abordar Cristo como Mediador que põe fim a este medo;

Amados, sempre que leio este texto, admiro-me com toda sua beleza e abundância.  Há sempre  algo “novo” a ser percebido,  há  sempre  um detalhe a ser notado. Gostaria que nos focássemos hoje em algumas palavras destes dois versos: ouvindo, cairam, medo, tocou-lhes, levantai-vos .

Cristo  havia  acabado  de  revelar  sua  glória a Pedro, Tiago e a João no monte da Transfiguração. Moisés e Elias apareceram para falar com Jesus acerca de sua morte. O  Pai  brada  dos  céus : Este é o meu filho amado em quem tenho prazer, escutai-o. Ao ouvirem  isto, os discípulos caíram sobre seus rostos e tiveram grande medo.

Primeiro, analisemos os efeitos do soar da voz divina. A majestosa  e  poderosa  voz de Deus sempre nos lançará aos pés de Cristo. O Decreto do Pai foi este : escutem meu Filho a quem amo. Ora, Deus falava de amor e daquele a quem amava, e até mesmo  quando  Deus  fala  em poesia, isto é, sobre  coisas afáveis , doces e gentis, caímos aterrorizados  tamanha a grandeza do espanto que isso gera em nós.

Toda  mensagem  divina  nos conduzirá a Cristo. Se uma mensagem , sermão ou ensino não nos conduz a amarmos a Cristo, assim como o Pai o ama, então descartemos tal falatório, visto que não procede do Pai das luzes. Deus está interessado em conduzir os pecadores à presença de Jesus Cristo, o único Salvador.

Segundo, a voz de Deus provocou medo nos discípulos. Pense  comigo, amigo, quão  medrosos  nós somos. Tememos tudo e todos. Tememos muitas vezes coisas mínimas, mas principalmente  coisas  grandes e incontroláveis. Deus é absoluto e imensamente  incomensurável. Ele fala de amor e ainda assim estremecemos  diante dele. Talvez, nossa consciência culpada tema se colacar diante do Senhor que tem todo direito sobre nossas vidas. Sabemos que estamos em dívida com o Criador, e assim como Adão  temeu a Deus após comer do fruto proibido e se  escondeu  de sua face, nós também, corremos Dele como quem corre da morte.

Em algum sentido, o homem sabe que Deus é justo e nós não  o somos. Sabemos que não poderemos fazer nada na presença de Deus. Estamos completamente a mercê de sua misericórdia.

Os  discípulos  caíram  porque ninguém pode se suster diante do Todo Poderoso. Na  verdade, esse é o nosso verdadeiro estado diante do Senhor. Somos  seres caídos, isto é, caímos de nosso primeiro estado de perfeição e comunhão com Deus. Encobrimos o rosto para não vermos aquele que nos fez para olharmos  eternamete  para  ele. Deus é santo e infinitamente bondoso, justo, glorioso, e nós somos  criaturas finitas, limitadas e caídas .

Terceiro, vejamos agora a mediação de Cristo em nosso favor e restauração. O Evangelista diz que Cristo aproximou-se dos discípulos e tocou-lhes e disse-lhes : Levantai-vos e não tenhais medo.

Nosso  Salvador  é aquele que se aproxima dos pecadores caídos com a finalidade de reconciliá-los com o Pai. Cristo veio ao mundo para glorificar a Deus, e isso se dá quando reconhecemos que Ele é o Senhor. Somente Jesus é capaz de reestabelecer o elo perdido em Adão. Somente Jesus pode levantar-nos  de  nosso atual estado de ruína e nos colocar de pé na presença do Eterno.

Cristo tocou em seus discípulos. Posso ver essa cena tão claramente. Vejo aqueles três pescadores encurvados com suas cabeças entre as pernas, talvez cobrindo-se com suas túnicas, tremendo como  vara  de bambú. Porém, vejo a Cristo caminhando em direção a eles, tocando seus ombros e dizendo : Já passou.

Oh, amados, sem Cristo não podemos não temer a Deus. O Medo que sentimos de Deus só vai embora quando sabemos e temos  plena  convicção de que estamos em Cristo e  que Cristo está em nós.

Quando alguém está em Cristo , ele se torna uma nova criatura,  com  seus  pecados apagados e com a garantia de adoção. Em Jesus a ira de Deus é apaziguada e ele deixa de ser Deus e  passa  a  ser Pai. Cristo e somente Cristo pode nos levantar e nos assegurar que nenhum mal nos sucederá, porque Cristo é o único  mediador  entre Deus e os homens. Jesus nos dá plena certeza de que não seremos fuminados ao nos aproximarmos de seu Pai , Santo, Santo, Santo. Porque em seu sangue  somos  purificados de toda imundícia.

Em Jesus, Deus se tornou um pai que espera seus filhos pródigos voltarem a casa. Em Jesus, Deus se lança no pescoço dos  pecadores e os beija com Graça. Em Cristo, Deus é um pastor  buscando ovelhas perdidas e tontas. Em Cristo, Deus é uma mulher varrendo a casa em busca de uma moeda perdida. Pense comigo, leitor, aquele  Deus do monte Sinai , o mesmo Deus que destruiu cidades e exércitos, é o mesmo Deus que agora satisfeito com o sangue derramado de seu santo filho , pode  se relacionar com pessoas indignas como nós. Não que Deus tenha mudado, porque Deus não pode mudar. Mas agora Deus já revelou quem ele é em plenitude. Em Cristo , Deus revelou ser justo por punir o pecado, mas também revelou ser cheio de graça por perdoar pecadores.

Quando conhecermos de fato a pessoa de Deus, então perderemos o medo Dele. Quando entendermos tudo o que o Senhor  fez  por nós, então nos apresentaremos ante a sala do trono com toda ousadia, crendo nos créditos de Jesus. Quando perdemos o medo de Deus por entendermos a obra da Cruz, toda superstição se acabará. Toda neurose com o diabo e demônios simplesmente deixa de existir. Quando compreendemos que Cristo  tudo já realizou, então todo ritual religioso perde o sentido.  Os  transtornos  mentais pelo sobrenatural se desvanecem e a única coisa que passa a ser realidade no coração humano é uma paz tão profunda e concreta que é como se o próprio Cristo estevisse se transfigurando em nossa vista.

Jesus disse-lhes : Não tenhais medo. Como isso é confortante para mim. Quem disse isso foi aquele que conhece perfeitamente seu Pai. Jesus em todas as eternidades esteve no seio do Pai, recebendo de seu amor infinito e agora ele encarnado nos diz : eu o conheço, Ele é bom, não tenham medo dele.

Pecador, o que te faz temer tanto a Deus? Medo de não ser recebido por ele? Com certeza serás acolhido por Deus Pai, desde que ouças o que Cristo tem a dizer, e Cristo te diz para não ter medo. Cristo é nosso escudo e fortaleza. Ele  nos livra da santa e justa  ira de Deus, de modo que o Deus que podia nos destruir com seu cálice, agora brinca conosco como um pai brinca com suas criancinhas. Através  de Cristo, Deus nos faz cóssegas e nos chama de benditos. Creia nisso, leitor, e confie naquilo que o teu Senhor te diz : não  tenha medo, sou eu que estou aqui.  Jesus não é um fantasma que amedronta as consciências . Ele camiha em nossa direção e tudo o que ele pretende é pôr fim nesse medo neurótico que os homens sentem  do bom Deus.

Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais.(Mateus 14:27)


         Não tenha medo de Jesus. Ele é um leão poderoso, mas é manso e humile de coração. Você pode através da fé em seu sacrifício, deitar-se sobre ele em plena selva. Pela fé você pode pegar em sua juba e beijar seus pés. Cristo é o leão da tribo de Judá que se deixa consquistar  gentilmenten por pecadores como eu e você. Glória a Deus. Amém.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

O Deus da Vida


No seu favor está a vida. ( Salmo 30.5)

Por Frankcimarks Oliveira

O Sábio disse certa vez :  Muitos buscam o favor do poderoso, mas o juízo de cada um vem do Senhor. (Provérbios 29:26). Significa dizer que não há criatura neste mundo que não dependa do favor de Deus. Todos, grandes e pequenos, necessitam que Deus use de boa vontade.
Pare  para  pensar nesse exercício divino. Deus diariamente  abre  seus  braços para a humanidade de modo que sua graça alcança até mesmo os mais pérfidos e desprezíveis homens que existem.
Deus é bom até mesmo para com os maus. Deus é bom para os incrédulos. Deus é bom com os fanáticos. Deus é bom e não  se  esforça  em  ser quem é. No seu favor está a vida, disse o salmista. Amigos, nos debrucemos um pouco sobre esta verdade.
Tu, Senhor, pelo teu favor fizeste forte a minha montanha; tu  encobriste o teu rosto, e fiquei perturbado. (Salmos 30:7)
         O Favor de Deus é a causa de permanecermos de pé. Sua presença  sempre  benevolente  e  mansa, sua figura de Pai sempre disposto a abençoar, é a razão de nos mantermos firmes, ainda que vacilantes. Na sua ira Ele nos repreende. Como? Ocultando  de  nós sua face. A sensação que isso gera em nós?  Pertubação e solidão.
         Oh, leitor, se tu já provaste da boa presença de Deus em tua vida, sabes então do que estou falando. Não há nada pior para um cristão do que sentir-se desamparado por aquele a quem ama e sabe que é amado. Ter que exclamar : Eli, Eli , Lamá  sabactani  é o martírio  mais doloroso que a própria cruz.
         Ainda bem que seu favor sempre volta. Na verdade ele nunca  vai  embora. Nós é que temos essa errônea  sensação. Por  isso dizemos : “Mas a alegria vem pela manhã”. Dizemos isso  porque  ainda  acreditamos que durante a noite da alma, no sofrimento  da  existência, Deus esteja ausente. Isso não passa de engano. Deus não arreda de nós. No seu favor está a vida e até mesmo suas setas disciplinadoras  tornam-se para seus filhos  puro  favor e graça, sinais de seu amor verdadeiro.
         Talvez  você  se  questione ao ler este verso :  O homem de bem alcançará o favor do Senhor, mas ao homem de intenções perversas ele condenará. (Provérbios 12:2) Como Deus pode ser bom com os maus se ele os condenará? Oh, amigos, existem perguntas que nem precisam de respostas. Deus todos os dias faz o sol brilhar . Todo santo dia Deus brilha sobre  nós, todavia, nos escondemos de sua face. Deveríamos ser  como o Gira sol que busca incansavelmente a radiação solar. Entretanto, nós colocamos um filtro poderoso para nos “ proteger” daquele que é chamado de o Sol da justiça. Como somos loucos! Fugimos  daquele que somente  deseja nos fazer o bem e abraçamos o vazio, o vácuo, então sentimo-nos desamparados.
         Cristo é a prova que não há ninguém bom, senão apenas Deus. O único homem bom era Deus encarnado. O único homem justo, era na verdade Deus disfarçado de homem. Por isso quem abrirá sua boca para negar a Deus o direito que ele tem de condenar quem quiser? Afinal, todos nós já maquinamos coisas perversas em nossos corações. Todavia, no seu Favor está a vida. Nele nos movemos, respiramos e existimos. Até aqueles que o chamam de Deus desconhecido.
         Deus  não  deixará de ser bom quando sentenciar seu juízo sobre qualquer pecador. Antes reafirmará sua bondade e seu compromisso com o bem. Um Deus bom só pode condenar o mal .Nesse dias todos os seus anjos o louvarão e dirão : Bendito seja o Cordeiro que vingou o sangue de seus santos.
         Estou consciente de que sou mau e de que Deus é bom. Estou consciente de que nada mereço dele e que tudo que tenho e sou, provém de seu favor em que há vida. Ora, Deus  nos dá diariamente o alimento; o fôlego de vida, a capacidade de locomoção. Nada  nos  pede em troca. Apenas Ele levanta-se de seu Trono e sai pelo mundo abençoando a todos. Pense nisso, leitor. Quão grande é nosso débito com o Todo  Poderoso! Agora, vejamos o que circunscreve o dizer :no seu favor está a vida:
         Primeiro, a vida natural de todo ser depende de Deus. O Senhor sustenta pela força de seu poder os micro organismos que o mundo desconhece.  Com sua Glória o Senhor  mantém os universos e multiversos alinhados e funcionando como ele ordenou. Suas leis físicas provam isso! As ondas do mar não ultrapassam os limites que o Criador determinou, e quando o fazem, também refletem sua obediência à eterna voz.
         Deus falou com os animais no dilúvio e eles vieram até Noé para sua própria preservação. Deus alimenta as aves do céu e cuida dos lírios do campo. Amigos, Deus ama sua criação. Ele   parou para  contemplar tudo o que havia feito e viu que era muito bom. No seu favor está a vida.
         Olhe para toda a natureza e todo o espetáculo de beleza que nela há. Cachoeiras, desertos intermináveis, pântanos, geleiras, florestas, oceanos misteriosos e profundos. Agora, pense na infinitude de vida que há em cada um desses ecossistemas! No seu favor está a vida.
         Toda  essa grandeza revela o favor de Deus. Alegre-se com isso. O Teu Deus fez as baleias, o crocodilo, o cavalo, o papagaio, o gato, as grandes  árvores, a grama, as nuvens. Como  Ele  é  inventivo! Mas, este  mesmo  Deus  mantém a vida  de  tudo o que fez.  Enquanto  lhe for conveniente e estiver dentro de seu plano, toda e qualquer espécie permanecerá  recebendo  favor  para existir. Porque na sua graça está a vida.
         Cada dia de vida de toda e qualquer criatura é uma concessão de graça divina. Também deixar de viver e passar a realmente viver a vida que Cristo nos propôs, bem como morrer  e  entrar  na  vida  eterna  são manifestações deste favor.
Segundo, a vida espiritual de todo ser depende do favor de Deus. O Senhor é a luz que ilumina a escuridão. E muitos são os que estão em trevas. De modo que não há mérito algum em quem passa a ver, mas há glória para aquele que fez enxergar.
Cristo brilhou em nossas faces a luz de sua face e agora podemos ver a Deus face a face. O Véu que nos impedia a visão fora removido. Crescemos de glória em glória à imagem daquele que nos reviveu dos mortos. No seu favor está a vida.
Sim, estávamos mortos em nossos delitos e pecados. Separados de Deus pela desobediência da lei. Mas vindo o Cristo e morrendo em nosso lugar e ressuscitando para nos justificar e nos assegurando vida eterna, então podemos cantar : no seu favor está a vida.
Como poderemos entender este paradoxo: A vida morrendo para dar vida aos que estavam mortos? Cristo mesmo disse : eu sou a vida ( Jo 14.6) Também disse : quem crê em mim jamais morrerá e ainda que esteja morto eu o ressuscitarei.
Oh, amigos, a Vida Eterna esteve em Jerusalém fazendo muitos prodígios e sinais para que crêssemos que em seu nome nos imortalizamos, isto é, nos tornamos iguais a ele. Cristo, vida abundante, vida pulsante, vida contagiante. Ele que estava com Deus no início compartilhando vida no ato criador. Ele disse haja, e houve.
A vida é eterna porque sempre existiu. A vida não passou a existir, mas sempre esteve em seu lugar de sempre. O Favor da vida se percebe na criação e na graça de fazer existir o que não existia, dando a chance de conhecer e perceber a vida , e principalmente  a vida eterna em Deus.
A vida deu vida a Lázaro depois de quatro dias de morto e sepultado. A vida deu vida ao filho de uma viúva enlutada; A vida deu vida a filha de Jairo. A vida deu vida a cada um dos apóstolos e discípulos; A vida dá vida a cada pecador que crê que no seu favor está a vida.
Podemos também juntar nossas vozes ao salmista e adaptar sua canção, todavia preservando seu significado. Ele disse :” Sua ira dura só um momento, no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer.” Chamaria esta canção de “ na porta do sepulcro de Cristo”. Para mim estou vendo Maria Madalena e suas companheiras cantando .
A  ira de Deus levou Cristo ao Calvário. Por algumas horas nosso Senhor padeceu muito. Sua morte que é seu favor nos trouxe vida espiritual e eterna. Essa morte fez aquelas mulheres  chorarem  muito. Mas ao amanhecer do terceiro dia, elas  viram a alegria  raiar.
A vida eterna é esta : que creiam no unigênito de Deus e que em seu nome todos os pecados são perdoados. Creia, leitor e terás vida com abundância, porque foi para este fim que Jesus veio ao mundo. Não para matar, nem para roubar ou destruir, mas  para nos dar sua vida abundantemente. Ele é o pão da vida; Ele é a ressurreição e a vida, Ele é a vida sem fim; Ele é a porta  para a verdadeira vida infinita de gozo e alegria no Espírito.
Nunca se esqueça disso: tudo em volta manifesta o favor de Deus. Estás vivo? Graças a Deus. Porém em Cristo e em sua morte Deus manifestou profusamente seu favor. Na sua morte está a vida. Amém.
Oremos : SENHOR, graças damos por demonstrar teu favor na cruz, morrendo para que tivéssemos vida. No teu favor está a vida natural e biológica; No teu favor está a vida espiritual e eterna. Em Cristo te louvamos. Bendito sejas. Amém.